segunda-feira | 15.07 | 5:16 AM

Brasil testará três novos recursos do Google contra roubo de celulares

Anúncio oficial foi feito durante o Google for Brasil, em São Paulo, para usuários de Android

0Comentário(s)

Usuários de celulares Android no Brasil serão os primeiros do mundo a testar novas funcionalidades contra roubo, em fase beta, a partir de julho. O anúncio oficial foi feito durante a 6ª edição do evento Google for Brasil, realizado nesta terça-feira, 11, em São Paulo. O Brasil está no top 5 de países que mais usam os principais produtos do Google.

O Portal A TARDE, único veículo de imprensa da Bahia no evento, acompanha as novidades direto da capital paulista.

As novidades incluem tecnologia baseada em inteligência artificial (IA) que usa sinais para identificar quando um celular é furtado, levando ao bloqueio automático da tela do aparelho e assim evita o acesso indevido a arquivos e aplicativos sensíveis.

Recurso para Android

Além disso, com o objetivo de combater tentativas de golpes e fraudes por meio de aplicativos, a empresa anunciou que celulares Android no Brasil serão incluídos em um novo programa piloto que inclui uma versão aprimorada do Google Play Protect.

A ferramenta de segurança, que verifica apps em busca de vulnerabilidades e ameaças, vai passar a bloquear a instalação de aplicativos baixados de fontes alternativas e que exijam acesso a dados sensíveis.

 

IA para detecção de roubo e mais facilidade no bloqueio do celular

Celulares Android no Brasil vão ganhar novas camadas de proteção a partir de julho. O país será o primeiro do mundo a testar os novos recursos contra roubo de celulares, anunciados inicialmente no Google I/O.

As soluções, ainda em fase beta de testes, poderão ser habilitadas pelos usuários de celulares Android (versão 10 ou superior) a partir do próximo mês, em julho. O acesso aos recursos por usuários de outros países será feito de modo gradual ainda neste ano.

Nesta fase, os brasileiros terão acesso a três soluções que buscam elevar a proteção do usuário no momento do roubo e imediatamente após o ocorrido.

 

Saiba mais sobre cada um dos novos recursos:

– Bloqueio por detecção de roubo: este novo recurso usa a IA do Google para detectar se alguém rouba o celular da vítima e foge em velocidade, seja a pé, de bicicleta, moto ou veículo. Se um movimento comum associado ao roubo for detectado, a tela do dispositivo é bloqueada rapidamente, o que ajuda a evitar que ladrões que roubam o dispositivo com a tela ainda desbloqueada acessem o conteúdo de um celular, como arquivos e aplicativos.

– Bloqueio remoto: o Encontre meu Dispositivo já permite que você bloqueie ou limpe remotamente um celular perdido ou roubado, mas muitas pessoas não conseguem lembrar a senha da sua Conta Google para acessar o recurso após perder ou ter seu celular roubado. Agora, por meio de uma página dedicada ao novo recurso “Bloqueio remoto” (android.com/lock), o Android vai permitir que o usuário faça o bloqueio da tela do dispositivo inserindo apenas o número do telefone e concluindo um rápido desafio de segurança por meio de qualquer dispositivo. A medida visa dar mais tempo para que o usuário recupere os detalhes da sua conta e acesse opções mais robustas no Encontre Meu Dispositivo – como a localização do aparelho ou a exclusão de todo seu conteúdo.

– Bloqueio de dispositivo offline: é comum que celulares roubados sejam desconectados da internet para não serem localizados ou bloqueados. Este novo recurso vai bloquear automaticamente a tela do celular Android caso fiquem longos períodos sem acesso à internet.

O acesso aos recursos em fase beta abre ao público brasileiro a partir do mês que vem. O Google lançou um site dedicado (goo.gle/android-seguro) que inclui um formulário para quem quiser ser notificado por e-mail quando os novos recursos de segurança estiverem disponíveis para o seu dispositivo.

Elevando a proteção contra fraudes e golpes

O Google anunciou também a expansão de um programa piloto de proteção contra tentativas de fraudes ou golpes em celulares Android, que a partir deste mês passará a contemplar o Brasil. Usuários brasileiros vão passar a contar com uma versão “aprimorada” do Google Play Protect, ferramenta que varre o aparelho em busca de ameaças de segurança e vulnerabilidades.

A nova versão vai além e impede que sejam instalados no dispositivos aplicativos que:

– Tenham sido baixados por meio de navegadores, apps de mensagens ou gerenciadores de arquivo;

-Incluam permissões de acesso consideradas sensíveis, como de leitura de mensagens SMS, notificações e de acessibilidade (RECEIVE_SMS, READ_SMS,BIND_Notifications e Accessibility), usualmente exploradas indevidamente por fraudadores.

Quando um usuário no Brasil tentar instalar um aplicativo nas circunstâncias descritas, o Play Protect bloqueará automaticamente a instalação e enviará uma notificação ao usuário explicando a razão.

Fonte: A Tarde

Foto: Eduardo Dias/Ag. A TARDE