sexta-feira | 21.06 | 3:07 PM

Agentes de limpeza sonham em participar do próximo ciclo olímpico

0Comentário(s)

Em tempos de Olimpíadas, o sonho da conquista de uma medalha surge tanto em atletas dedicados integralmente ao esporte, quanto em aqueles que dividem os exercícios diários com a rotina de trabalho exercida em áreas de atuação diversas. Em Salvador, por exemplo, essa vida dupla é enfrentada por alguns agentes da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) que, em meio à árdua tarefa diária, mantendo a cidade limpa e funcional, ainda arrumam tempo para praticar esportes de alto rendimento.

Agente de limpeza por profissão e carateca por vocação, José Luís Santos, 27 anos, já pratica a modalidade há mais de uma década. “O amor pelo esporte começou aos 17 anos e, de lá para cá, tive oportunidade de disputar alguns campeonatos e obter diversas medalhas. Meu maior sonho é poder ter a oportunidade de disputar as olimpíadas”, explica.

Para ele, os valores e os ensinamentos que aprendeu durante a prática esportiva são extremamente importantes. “Com o caratê aprendi a ser mais disciplinado, mudar meu comportamento e respeitar ainda mais o próximo”, declara.

Santos atua como agente de limpeza há seis anos e, mesmo com a pandemia, consegue manter uma rotina regular de treinos em sua própria casa. Além do amor pelo esporte, ele ainda tem o desejo de dar aulas gratuitas, com o objetivo de oferecer mais oportunidades para os jovens da sua comunidade.

Maratona – Presente na Limpurb há cinco anos, Luciano Márcio dos Santos Carvalho, mais conhecido como “Gari atleta”, conquistou, no último domingo (20), o primeiro lugar com o tempo de 2h42m na maratona de 42km, ocorrida em Feira de Santana, distante 109 km de Salvador. “Para manter em dia o condicionamento físico, aproveito o horário de descanso no trabalho para treinar”, diz.

Em sua trajetória, o profissional obteve muitas vitórias em Salvador, sendo a principal em 2017, quando conquistou o primeiro lugar na meia maratona (21 km). No início deste ano, Luciano iniciou uma corrida em busca da realização de mais um sonho: a formação como profissional de educação física. Com o auxílio da esposa ele criou uma vaquinha virtual, com o objetivo de obter ajuda para custear as mensalidades da faculdade, conseguindo arrecadar, até o momento, o montante superior a 27 mil reais.

Judô – Já Robson Araújo Júnior, de 29 anos, divide a rotina como agente de limpeza e praticante de duas modalidades: o jiu-jitsu, há 15 anos, e o judô, no qual é faixa verde. Prestes a se tornar pai, ele contou que as Olimpíadas sempre despertam a vontade em seguir o esporte – o sonho atual é lutar em algum campeonato mundial, em etapas a serem realizadas no Rio de Janeiro, Las Vegas (EUA) e até mesmo Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. “Se eu vou, não sei, mas a vontade é grande. É o meu sonho ir e ganhar, para conseguir abrir depois um projeto social para crianças em situação de risco”, declarou.

Fonte: Prefeitura de Salvador

Foto: Ascom / Limpurb

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *