segunda-feira | 15.07 | 4:57 AM

Governo assina hoje a ordem de serviço para o VLT

Novo edital da obra do VLT abrange três trechos

0Comentário(s)

Mais um grande investimento para a mobilidade urbana de Salvador e Região Metropolitana, o Veículo Leve de Transporte (VLT) terá o início das obras autorizadas hoje, pelo governador Jerônimo Rodrigues, em evento de assinatura de ordem de serviço, às 9h, na Estação da Calçada.

O novo edital da obra do VLT, lançando em dezembro de 2023 pela Companhia de Transportes do estado da Bahia (CTB), por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur), abrange três trechos, sendo Ilha de São João a Calçada, Paripe a Águas Claras, e Águas Claras a Piatã. No total, o percurso será de 36,4 quilômetros, com 34 paradas e inclui, entre outras intervenções, a revitalização da Estação Ferroviária da Calçada.

Jerônimo pretende ainda realizar uma visita à subestação do VLT que já foi construída em Boa Vista do Lobato, no âmbito do antigo contrato de monotrilho com a Metrogreen Skyrail, cancelado pelo governo da Bahia em 2023. Com isso, o governo pretende mostrar que os investimentos realizados anteriormente não serão desperdiçados no novo empreendimento.

Já há contratos assinados para a construção dos três trechos do VLT de Salvador. Entretanto, a ordem de serviço assinada na próxima sexta só será dada para o trajeto que atende ao Subúrbio Ferroviário, que já possui o licenciamento ambiental necessário, herdado do projeto do monotrilho.

Os outros trechos do VLT de Salvador, entre Paripe e Águas Claras, e entre Águas Claras e Piatã, ainda terão projetos básicos encaminhados pelas concessionárias responsáveis aos órgãos de fiscalização, para a concessão de licenças. Nesta semana, o prefeito Bruno Reis (União Brasil) garantiu que a prefeitura fará de tudo para acelerar a liberação dos licenciamentos.

A previsão do governo do estado é que o primeiro trecho do modal, considerado prioritário no projeto, seja entregue em junho de 2027, substituindo os antigos trens do Subúrbio Ferroviário. Já as partes que ligam Paripe a Piatã, passando por Águas Claras, só devem ser concluídas em agosto de 2028.

O evento também está sendo construído para a comemoração dos 10 anos do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas (SMSL), com a divulgação de mais detalhes sobre a Expansão Sul — implantação do tramo 4 da Linha 1, com a criação da Estação Campo Grande.

Fonte: A Tarde