sexta-feira | 19.07 | 9:48 AM

Pesquisa aponta queda nas vendas no varejo na Bahia

0Comentário(s)

O comércio baiano registrou no mês de agosto uma queda de 4,5% nas vendas em relação ao mesmo período de 2020. De acordo com levantamento da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio-BA) com base nos dados da Pesquisa Mensal do Comércio, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o faturamento no mês foi de 9,2 bilhões de reais.

A retração do setor ocorre depois de seis meses de altas consecutivas. No segundo semestre deste ano, por exemplo, as vendas subiram 45,4%, variação acentuada pela base de comparação fragilizada que foi o início e auge da pandemia do novo coronavírus.

“Foi ao longo do segundo semestre de 2020 que o comércio conseguiu se recuperar, com contribuição do auxílio emergencial”, recorda o consultor econômico da Fecomércio-BA, Guilherme Dietze.

“O comportamento das vendas atuais em relação ao mesmo período pré-pandemia sofre menos interferências de eventos atípicos e traduzem a realidade de uma forma mais clara. Então, comparando o faturamento de agosto deste ano com dois anos antes, o saldo é positivo em 4,3%”, pontua.

Os três setores que apresentaram faturamento abaixo do obtido em 2019 foram Outras Atividades (-10,5%), Vestuário, tecidos e calçados (-8,6%) e Supermercados (-0,4%).

No campo positivo, quem lidera, em termos de variação, é o setor de materiais de construção, com alta anual de 26,8%, seguido de vendas de veículos e motos (16,9%), que, segundo o consultor econômico, “está se recuperando por conta da demanda reprimida e devido ao problema na cadeia da indústria automobilística”.

Outras elevações nas vendas foram dos setores de farmácia e perfumarias (10,1%), mesma variação de eletrodomésticos e eletrônicos (10,1%), e móveis e decoração (6,7%).

Fonte: BNews

Foto: Vagner Souza/Arquivo BNews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *