sexta-feira | 21.06 | 2:17 PM

Salvador registra mais de 1,4 milhão de novos cadastros de beneficiários do cartão SUS durante a pandemia

0Comentário(s)

Somente no mês de setembro, a Secretaria Municipal da Saúde registrou cerca de 100 novos cadastros do cartão SUS por moradores da capital baiana. Com as admissões, Salvador contabiliza cerca de 4,5 milhões de pessoas vinculadas à base de dados da rede pública de saúde. O número é 44% superior ao que era registrado no município em fevereiro de 2020 – antes da pandemia da Covid-19 – quando 3,1 milhões de pessoas estavam cadastradas no SUS da capital.

Por outro lado, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) registrou no primeiro semestre desse ano uma redução de 12,3% de usuários planos de saúde. Em dezembro de 2020, 47,113 milhões de pessoas eram beneficiários da saúde suplementar no Brasil. Já em junho desse ano, o setor registrou 46,829 milhões de pessoas com planos de saúde ativos no país.

O aumento do número de indivíduos que dependem do atendimento exclusivo do SUS pode ser reflexo da crise econômica que se abateu sobre o país desde o início da pandemia do novo coronavírus.

“A queda na renda de muitos brasileiros fez com que muitas pessoas enfrentarem dificuldades para pagar os valores das mensalidades com os planos de saúde. Isso fez com muitos migrassem para o serviço público de saúde, o que naturalmente vai gerar num curto espaço de tempo um aumento das demandas do SUS no município. Já estamos deflagrando ações para ampliar a oferta de consultas, exames e procedimentos, assegurando a assistência qualificada a todos os beneficiários do SUS no município”, destacou Leo Prates, secretário municipal da Saúde.

Uma das iniciativas para ampliar a oferta por consultas e exames especializados na cidade será a inauguração de duas novas Policlínicas na cidade, nos bairros de Escada e Naramdiba. Em reunião realizada de nesta quarta-feira (29), o prefeito Bruno Reis e o governador Rui Costa combinaram de acelerar a inauguração das unidades em resposta a esta demanda.

Mutirões para realização de procedimentos gratuitos também serão realizados nos finais de semana para ampliar a oferta pelos serviços. “Estamos dando uma resposta imediata para assegurar a oferta da assistência aos soteropolitanos. Mesmo num cenário de redução de investimentos no setor da saúde por parte do governo federal, o município de Salvador continuará priorizando a saúde com a ampliação da oferta de procedimentos na cidade”, disse Prates.

Fonte: Secretária de Saúde

Foto: Romildo de Jesus/Futura Press/Estadão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *